«

»

Dicas para Viver com diabetes

Nesse artigo você confere algumas dicas para viver bem com o diabetes.

Glicosímetro: aparelho usado para medir a glicemia(nível de açúcar no sangue).

Glicosímetro: aparelho usado para medir a glicemia(nível de açúcar no sangue).

Essa é a história de Marcus Vinícius, obrigado a viver com a diabetes a 15 anos e nem por isso deixa de ter uma vida saudável.

Quando se tem que viver furando os dedos para medir a glicemia(nível de açúcar no sangue), aplicando injeções de insulina(apenas em alguns casos e que mesmo utilizando agulhas pequenas e finas é um inconveniente), a grande preocupação em se alimentar bem e praticar exercícios físicos, as “neuras” que aparecem na cabeça dos diabéticos devido ao medo das consequências que aparecem no corpo quando a doença não é bem administrada entre outros motivos, não tornam a convivência com a patologia uma coisa muito fácil.

Fiquei diabético bem jovem, com quatorze anos. Não tinha histórico na família, era um jovem ativo, brincava na rua, jogava futebol e demais atividades. Ao fazerem o diagnóstico da doença, falaram que a causa mais provável é que algum acontecimento emocional em minha vida pode ter refletido de maneira que meu pâncreas parasse de funcionar.

Seja lá qual tenha sido o motivo, não foi fácil aceitar a doença e me acostumar a viver com ela pelo resto da vida.

Na época, a internet era muito menos social e popular do que é hoje, portanto, a quantidade de sites e blogs que tratavam do assunto era muito limitada. Para aqueles que não sabiam inglês, a coisa era pior ainda, pois, a maioria dos sites com boas informações eram escritos em inglês. Eis então que após alguns anos, com a internet 2.0, as redes sociais e a grande facilidade com que a informação é gerada hoje em dia, você pode achar ajuda e informação facilmente, usando a internet.

Encarando o diagnóstico

Vivendo com diabetes

Ansiedade e depressão estão ligadas a diabetes. Procure ter o acompanhamento de um psicólogo para viver bem com a doença.

Lembro até hoje da confusão mental que eu tive quando a médica me falou “olha, você não pode comer mais coisas doces”(o que é uma coisa errada. O diabético pode sim, comer doces, desde que faça o acompanhamento da glicemia e tome insulina o suficiente para compensar a glicose ingerida). Sim, a endocrinologista que me atendeu naquele dia não era das melhores.

Ao ser diagnosticado com diabetes tipo 1, tipo 2, gestacional ou seja qual for o tipo, o indivíduo terá que mudar completamente o seu estilo de vida para que possa viver bem tendo a doença. O primeiro passo é aceitar a sua condição. Pode ser revoltante, pode dar raiva, mas não tem o que fazer. É melhor furar os dedos e tomar injeções do que perder um pé ou ficar cego, não é? E pense o seguinte, o quanto antes você aceitar e se adaptar a doença o seu dia a dia será quase normal. Uma pessoa “normal”(que não possui diabetes) deve seguir uma dieta saudável e praticar atividades físicas, assim como o diabético. Viu? A diferença não é tanta assim. E só para lembrar, nem todos os tipos de diabete precisam de insulina. Alguns podem administrar a doença apenas com controle da dieta, atividades físicas e comprimidos(diabéticos tipo 2, a grande maioria).

Então, para relembrar:

  1. Ao receber o diagnóstico você passará por uma série de emoções devido a mudança de estilo de vida que terá que fazer;

  2. Procure aceitar a sua condição de saúde o mais rápido possível. Viver com diabetes não é tão ruim assim. Melhor as agulhas do que perder um pé ou a visão;

  3. Alimente-se bem e pratique atividades físicas;

  4. Tenha acompanhamento de uma equipe médica que envolva pelo menos um endocrinologista e nutricionista;

  5. Um psicólogo também é muito importante na vida de um diabético. Muitas pessoas com diabetes passam por grande stress psicológico devido as patologias da doença;

  6. Procure por outros diabéticos para conversar. Desabafar com alguém que vive o que você vive é muito bom. Procure na sua cidade grupos de apoio e caso não tenha um, seja você o primeiro a criar um grupo. Também pode procurar na internet, em redes sociais e sites especializados;

Vivendo com diabetes

Aceitando a doença e cuidando dela você terá uma vida feliz, como a de qualquer outra pessoa!

Aceite a sua condição e seja feliz! Faço o máximo possível para se adaptar a doença pois não é difícil viver com diabetes! Dúvidas, críticas e/ou sugestões? Deixe um comentário!

2 comentários

  1. Carlos Maciel

    Excelente post. Aguardo novidades

  2. yuri ferreira

    Realmente muito bom esse site uma amiga me endico e e muito bom parabens aguardo mais artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixe Gratuitamente

 

Sensacional Ebook: Plano de Marketing e Vendas Para Empreendedores.

Para ter acesso cadastre seu nome e seu e-mail nos campos abaixo:

 

NomeE-mail